11 3050.6300 DRA. ANA LÚCIA BELTRAME • CRM-SP 97.198
GINECOLOGIA, OBSTETRÍCIA E REPRODUÇÃO HUMANA
Clínica Ella - Centro de Saúde Feminina
Tratamentos
Fertilização in vitro

Apesar do nome “Bebe de Proveta” nos remeter à ficção científica, a prática é muito comum hoje em dia.

Na Fertilização In Vitro, os óvulos são fecundados fora do corpo da mulher –“in vitro’- e recolocados dentro do útero já em forma de embrião. É um processo muito válido para homens com baixa contagem de espermatozoides ou com alteração na forma dos mesmos.

Ele vale também para mulheres com alterações tubárias, idade avançada, qualidade dos óvulos comprometida, ou que apresentem falhas repetidas de inseminação intrauterina e infertilidade de longa data.

É um processo que dura de 12 a 15 dias, dividido em quatro etapas: Na primeira, é feita a indução da ovulação. Utilizam-se três tipos de medicação: gonodotrofinas para estimular o crescimento dos folículos; antagonistas do GnRh ou agonistas do GnRh para que os folículos não se rompam e para que seja possível coletar óvulos; e hCG que é aplicado 36 horas antes da aspiração dos folículos para a maturação final dos óvulos. Tratam-se de medicações geralmente injetáveis, mas o manuseio é simples e se assemelha às injeções dos diabéticos. A agulha é pequena e bem fininha e a própria paciente pode ser orientada para aplicá-las sozinha.

O controle da indução da ovulação é feito através de exames de ultrassom que medem os folículos (as bolsinhas que contém os óvulos). Através da medida dos folículos, é possível saber quando os óvulos estão maduros e prontos para serem coletados. Este processo dura cerca de 10 a 12 dias e são realizados neste período três a quatro exames de ultrassom.

A coleta dos óvulos

O procedimento dura cerca de 20 minutos. Uma agulha é introduzida no ovário, guiada por ultrassom para que o líquido dos folículos seja aspirado. O líquido é levado ao laboratório, onde os óvulos serão separados. Para maior conforto da paciente, usamos a sedação. Assim ela não sentirá dor. A quantidade de óvulos depende da idade, da reserva ovariana e da genética da paciente.

 

 

A coleta do sêmen

A coleta de sêmen normalmente é realizada no mesmo dia da coleta dos óvulos. A maneira como ela será realizada vai depender da contagem dos espermatozoides no sêmen e se há ou não um problema masculino.

Se houver espermatozoides no sêmen, a coleta é realizada por masturbação (igual um espermograma). Caso o paciente não apresente espermatozoides no ejaculado a coleta de sêmen pode ser realizada através do PESA - punção do epidídimo (que fica localizado junto aos testículos), ou através de biópsia testicular. A biópsia testicular é uma técnica de recuperação de espermatozoides através de uma pequena incisão no testículo e pode ter melhores resultados quando realizada com um microscópio ( MICROTESE). Os homens não precisam ficar preocupados porque estes procedimentos são realizados em centro cirúrgico com sedação.

A FERTILIZAÇÃO

Geralmente todos os óvulos maduros são fecundados, ou seja, submetidos a fertilização in vitro ou ICSI, mas apesar dos espermatozoides serem colocados dentro dos óvulos, pode não ocorrer a fecundação.

O que é ICSI

Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides. Consiste em colocar cada espermatozoide dentro do óvulo através de um micro-manipulador acoplado a um microscópio invertido. É realizado no mesmo dia da coleta dos óvulos por um embriologista, no laboratório de reprodução assistida.

Avaliação do embrião

A avaliação do embrião é realizada pela sua característica morfológica, ou seja, pelo número de células e pelo grau de fragmentação destas células. Um embrião “top quality” (ótimo) no terceiro dia de vida é aquele que possui oito células com pouca ou nenhuma fragmentação. Esta avaliação da forma não garante que o embrião seja cromossomicamente normal. Para avaliação dos cromossomos embrionários, pode ser realizado a biópsia embrionária (BIOPSIA PRE IMPLANTACIONAL), que não é um procedimento de rotina, mas tem suas indicações como idade materna avançada (acima de 38 anos), falhas repetidas de implantação, doenças hereditárias, abortamentos de repetição e o desejo do casal. Apesar da biopsia pré-implantacional poder ser realizada através da retirada de uma única célula do embrião no terceiro dia de desenvolvimento, nossa preferência é que seja feita no quinto dia, no estágio de blastocisto, em que o embrião possui mais de 100 células e a analise, consequentemente, é mais precisa e com menores riscos para o embrião.  Este procedimento permite analisar todos os 24 cromossomos, a fim de descartar a possibilidade de aneuploidias embrionárias antes da implantação- COLOCAR FOTO DE BIOPSIA PRE IMPLANTACIONAL falhas de implantação em ciclos d

A TRANSFERÊNCIA EMBRIONÁRIA

O número de embriões a ser colocado vai depender da idade da paciente e da qualidade dos embriões. De acordo com o Conselho Federal de Medicina, mulheres com menos de 35 anos recebem 2 embriões, enquanto aquelas que tem entre 36 e 39 anos recebem 3. Mulheres com mais de 40 anos poderão receber quatro embriões. O procedimento é simples: um cateter bem fininho contendo os embriões é colocado dentro do útero, monitorado por ultrassom pélvico. Normalmente o procedimento é feito sem anestesia. Os embriões excedentes podem ser congelados. A técnica utilizada atualmente é a de vitrificação, que é um congelamento rápido, com altas taxa de sobrevivência pós descongelamento e boas taxas de gravidez. Geralmente 9 a 12 dias após a transferência dos embriões é possível fazer o teste de gravidez.

A escolha do laboratório de reprodução humana

Os resultados dos tratamentos de reprodução assistida possuem limitações a serem superadas e sabemos que o papel da qualidade do laboratório de reprodução humana é fundamental para conseguirmos os melhores resultados possíveis no tratamento dos pacientes.

As instalações do laboratório, os recursos tecnológicos e o controle de qualidade são fatores primordiais na escolha do laboratório para nossas pacientes e por isso somos muito criteriosos com nossas parcerias. Atualmente realizamos nossa parte laboratorial no Laboratório de Reprodução Humana do Hospital Sírio Libanês ou no Laboratório de Reprodução Humana do Hospital Santa Joana. 

Assine e receba em primeira mão os informativos com dicas da Dra. Ana Lucia Beltrame e equipe.
Dra. Ana Lúcia Beltrame
CRM-SP 97.198

Dr. João Frederico Luciano
de Mello - CRM-SP
Endereço
Rua Maria Figueiredo 595 conj. 63/64
Telefone
11 3050.6300
© 2017 • Dr. Ana Lúcia Beltrame. Todos os direitos reservados.