11 3050.6300
DRA. ANA LÚCIA BELTRAME • CRM-SP 97.198
GINECOLOGIA, OBSTETRÍCIA E REPRODUÇÃO HUMANA

Como a endometriose pode causar a infertilidade?

Segundo a European Society of Human Reproduction and Embryology (eshre) a causa da endometriose não é exata, mas as estimativas mostram que 2 a 10% do sexo feminino podem vir a sofrer com a condição e, ainda, que a endometriose pode estar presente em até 50% das mulheres inférteis.

Apenas a estatística acima nos permite dizer que a Endometriose é uma causa de infertilidade, mas como isso acontece? Quais as formas de contornar essa situação?

No artigo de hoje, você vai encontrar algumas sugestões de tratamento e quais sãos os seus riscos. Continue lendo o nosso post:

O atraso no diagnóstico pode atrapalhar a situação

Vários estudos da entidade concluíram grandes atrasos no diagnóstico global da endometriose. Especificamente nos seguintes países:

  • Alemanha e na Áustria: atraso diagnóstico global de 10,4 anos;
  • Reino Unido e na Espanha: atraso diagnóstico global de 8 anos;
  • Noruega: atraso diagnóstico global de 6,7 anos;
  • Itália: atraso diagnóstico global de sete a 10 anos;
  • Irlanda e na Bélgica: atraso diagnóstico global de 4 a 5 anos.

Nesses estudos, foram sugeridas várias causas para este atraso no diagnóstico, como: o uso intermitente de contraceptivos que causam a supressão temporária dos sintomas, a não utilização de exames médicos adequados ou especializados, diagnóstico médico errado, entre outros.

Tratamentos de endometriose associados à infertilidade

As terapias hormonais são eficazes no tratamento da infertilidade associada à endometriose?

Não. Para os estudos da Eshre, a supressão da função ovariana por meio de terapias hormonais para melhorar a Endometriose leve a moderada, não é eficaz e não deve ser oferecido nessa situação.

A cirurgia é eficaz para tratar a infertilidade associada à endometriose?

A eficácia da cirurgia varia de acordo com o grau da endometriose. Ou seja, segundo pesquisas divulgadas pela entidade, em mulheres inférteis com endometriose, confirmada por laparoscopia, a taxa de gestação expectante é de apenas 30% para a endometriose classificada como moderada e de ou 0% para endometriose grave.

Já a taxa bruta de gestação espontânea após a cirurgia laparoscópica com remoções de lesões e aderências, foi de 57 a 69% em mulheres com a desordem ginecológica moderada e de 52 a 68% nas com endometriose grave.

Por isso, para aumentar as chances de gravidez, o médico especialista deve realizar a laparoscopia como tratamento e não somente a laparoscopia diagnóstica.

As terapias hormonais auxiliares no tratamento cirúrgico são eficazes para tratar a infertilidade?

Os tratamentos hormonais pós-operatórios auxiliares no tratamento da endometriose não são recomendados com o intuito de melhorar a infertilidade. Pois não existe nenhuma evidência que mostre que o uso da terapia hormonal pós-operatória tenha aumentado as taxas de gravidez quando comparado à cirurgia exclusiva.

Em mulheres inférteis com endometriose, a entidade recomenda que os médicos especialistas não prescrevam o tratamento hormonal, antes ou depois da cirurgia, para melhorar as taxas de gravidez espontânea.

Existem outras estratégias eficazes para tratar a infertilidade associada à endometriose?

A Eshre realizou uma extensa pesquisa bibliográfica sobre terapias alternativas, como, por exemplo, a acupuntura, terapia comportamental, suplementos nutricionais (incluindo suplementos dietéticos, vitaminas, minerais), reflexologia, homeopatia, Medicina Chinesa, esportes e atividades físicas para o tratamento para a infertilidade associada à endometriose.

Porém, não encontrou evidências de um efeito benéfico para aumentar as taxas de gravidez espontânea.

Ela não recomenda o uso de suplementos nutricionais, Medicina complementar ou alternativa no tratamento de Infertilidade associada à endometriose, porque os potenciais benefícios e/ou os danos não são claros.

Contudo, a European Society of Human Reproduction and Embryology reconhece que algumas mulheres que procuram medicina complementar e alternativa podem se beneficiar de tratamentos alternativos, porém ainda não foram comprovados cientificamente.

E nos casos onde a cirurgia não foi eficaz?

Em muitos casos, principalmente naqueles moderados e graves, a cirurgia para o tratamento da endometriose pode não gerar o efeito desejado no que diz respeito à infertilidade, ou seja, em melhorar as taxas de gravidez do casal por métodos naturais. O que já pode ser inferido, no próprio ato cirúrgico ou mais tardiamente após algum tempo de tentativas posteriores sem sucesso.

Mas nem tudo está perdido, nestes casos, a medicina oferece métodos de tratamento da infertilidade considerados de alta complexidade, ou seja, a Fertilização in Vitro (FIV), que pode contornar as maioria dos problemas impostos pela doença, aumentando significativamente as taxas de gravidez para níveis próximos ao da população normal.


Veja +


Descubra o que é e como funciona a fertilização in vitro
Como saber se tenho endometriose?
Impotência sexual tem a ver com infertilidade?
Impotência sexual masculina
O que é endometriose?

<< Voltar