Apesar dos avanços das técnicas de reprodução assistida, ainda temos muitas lacunas a preencher.

Desde o diagnóstico de possíveis causas da chamada “infertilidade sem causa aparente” até os motivos das falhas de implantação.
Sem dúvida, as tecnologias desenvolvidas para melhor avaliação do embrião, como o diagnóstico genético pré-implantacional e o aprimoramento dos meios de cultura levaram a melhores taxas de implantação. O endométrio, ainda é um grande desafio.

Atualmente já existem exames para avaliar a melhor época de se implantar o embrião no útero como o TESTE ERA: o teste da receptividade endometrial, que identifica o melhor dia para a transferência do embrião no tratamento de FIV.

Sabe como é feito este teste? Através de uma biópsia do endométrio em um ciclo previo ao da transferencia embrionária.
Quer saber mais? Entre em contato conosco! (11) 3050-6300