Como idade é fator determinante em relação a qualidade e quantidade de óvulos, quanto mais jovem a mulher congela os óvulos, melhores serão os resultados de uma futura gravidez!

O ideal é que sejam congelados antes dos 35 anos.

Mas eles podem ser congelados aos 36, 37, 38…? Claro que sim!

O congelamento de óvulos pode ser uma importante opção de fertilidade para mulheres com uma variedade de condições médicas diferentes como câncer em programação de tratamento, mulheres com endometriose que podem sofrer uma redução da reserva ovariana após a cirurgia, com doenças autoimunes que requerem tratamento e mulheres com doenças genéticas levando a subfertilidade ou risco de menopausa precoce.

A vida reprodutiva da mulher é finita e depende do número e da qualidade dos óvulos com os quais ela nasceu. Ambos (número e qualidade) reduzem com a idade. Por isso, o congelamento de óvulos também é indicado para mulheres que pensam em postergar sua gravidez por motivos diversos.

Neste sentido, o congelamento de óvulos pode dar às mulheres a capacidade de fazer escolhas em sua vida reprodutiva e decidir quando e com quem eles desejam ter filhos.

O congelamento de óvulos aumenta as chances de gravidez uma vez que a técnica possibilita preservar os óvulos em idade anterior ao que a mulher engravidaria. Com o tempo é importante para a fertilidade da mulher, acaba sendo uma boa alternativa para estas pacientes.

Procure uma clínica de reprodução humana para maiores informações!