A chance de uma mulher com mais de 40 anos engravidar espontaneamente é menor do que 10%. Quando utilizamos a técnica de fertilização in vitro, conseguimos melhorar muito esta expectativa. As taxas de gravidez de mulheres com mais de 40 anos podem chegar a 50% quando são submetidas a transferência de embriões biopsiados e cromossomicamente normais .⠀
Mulheres mais jovens produzem embriões cromossomicamente normais com mais frequencia que mulheres com mais de 40 anos. O desafio da maturidade é encontrar um bom embrião, ou seja, para estas pacientes, frequentemente são necessárias mais de uma estimulação ovariana ⠀

E como otimizar o processo:⠀

Primeiro: preparar a paciente para o estímulo ovariano. Perda de peso e utilização de alguns hormônios previamente ao ciclo que será induzido podem melhorar a resposta ovariana destas pacientes.⠀

Segundo: individualizar o tratamento. Dependendo da reserva ovariana e histórico da paciente podemos utilizar técnicas especializadas como Mini FIV, DUOSTIM e DUAL TRIGGER⠀

Terceiro: Acolher. Estas pacientes sofrem muito com a incerteza de resultados e com a ameaça do tempo na sua fertilidade. Informação, detalhamento do processo, disponibilidade para duvidas e “olho no olho” fazem toda a diferença .⠀
Mais informações sobre Mini FIV, DUOSTIM e DUAL TRIGGER no www.ellasaude.com.br